O ano letivo 2014 que deveria começar na segunda-feira, dia 3, sofreu adiamento para o dia 10 de fevereiro em Juazeiro do Norte quando a Secretaria de Educação atendeu pedido do Sindicato dos Servidores. O titular da SEDUC, Geraldo Alves Silva, considerou a reivindicação justa pelo fato do ano letivo passado ter sido encerrado recentemente. Ele pretende transformar este no ano dos avanços e correções com o pensamento voltado para um melhor aprendizado das crianças e jovens

Quanto a questão salarial dos professores, o secretário disse que o momento é de negociações entre os 3% propostos pelo município e os 8,32% reivindicados pelo sindicato. Observou não ser má vontade do prefeito Raimundo Macedo, mas a indisponibilidade de recursos suficientes para tal. Geraldo convocou técnicos do sindicato para sentar com técnicos da SEDUC e da Secretaria de Gestão em nome de uma avaliação ampla.

Lembrou que, em seu primeiro governo, Raimundão chegou a pagar até 14º salário aos professores quando houve disponibilidade de recursos. Ainda de acordo com o secretário, nesta folha de janeiro o município implantou 5% da progressão por tempo de serviço para os professores o que vai ficar aumentando nessa mesma razão a cada três anos. Sobre o redimensionamento das escolas garantiu que a meta é reduzir custos para melhorar as condições de ensino e os salários dos professores.